Determinação da presença de aflatoxinas na paçoca

Heloisa Farinelli Corrêa, Thalita Pedroni Formariz Pilon

Abstract


Introdução:As aflatoxinassão micotoxinas produzidas por fungos do gênero Aspergillusspp., e ganham destaque pela sua alta toxicidade e numerosa ocorrência em produtos alimentícios. São compostos considerados de risco para a saúde por apresentarem propriedades carcinogênicas, mutagênicas e teratogênicas. Os fungos em questão são contaminantes naturais de produtos agrícolas por apresentarem ocorrência natural em solos e, dessa forma,esses produtores de aflatoxinasnão são controlados tão facilmente nos grãos.O amendoim é um produto susceptível à contaminação, em consequência da composição ideal de nutrientes, das condições climáticas e das práticas inapropriadas de agricultura e estocagem. A paçoca é um produto à base de amendoim, a qual é muito popular e consumida, principalmente por crianças, tendo assim uma preocupação maior da saúde pública com a contaminação desses produtos. A frequente e prolongada ingestão de produtos alimentícios contaminados por essas micotoxinas em pequenas concentrações resultam nas intoxicações crônicas, o que pode estimular a produção de células cancerígenas. O fato dessas aflatoxinas supracitadas apresentarem fluorescência quando expostas a radiação ultravioleta, facilita sua identificação em alimentos contaminados. Objetivo: Este trabalho teve como objetivo determinar aflatoxinas em amostras de paçoca comercializadas na cidade de Araraquara -SP. Metodologia: A metodologia empregada foi a extração, a purificação e a partição líquido-líquido de amostras de cinco marcas de paçocas industrializadas. Em seguida, realizou-se a Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e a visualização das placas de sílica em espectro de ultravioleta (UV) no comprimento de onda de 364 nm das amostras. As análises foram realizadas em triplicata.Resultados e discussão:Os resultados obtidos levaram à detecção presuntiva deaflatoxinas nas amostras de paçoca pelo aparecimento de fluorescência em 46,67% das amostras ao serem avaliadas sob luz UV. Foi possível calcular os Fatores de Retenção (Rfs), os quais foram comparados com trabalhos da literatura realizados nas mesmas condições do presente trabalho. Porém não foi possível determinar a coloração (azul ou verde), possivelmente devido à baixa concentração da micotoxina em questão. Conclusão: Através dos resultados obtidos, pode-se concluir que apesar das paçocas analisadas serem industrializadas e consequentemente passarem por controle de qualidade, isso não assegura a total ausência de aflatoxinas, pois de fato sua contaminação é difícil de ser evitada por toda a cadeia de produção, e além disso, a Resolução RDC nº 7/2011 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estabelece o limite de 20 µg/kg quando somadas as concentrações de aflatoxinas B1, B2, G1 e G2 em amendoim, pasta ou manteiga de amendoim, levando assim a detecção de aflatoxinas nas amostras de paçoca em análises qualitativas.A quantificação das aflatoxinas deve ser realizada a fim de verificar se estão dentro dos limites estabelecidos pela ANVISA.


Keywords


Aflatoxinas, Paçoca, Cromatografia em Camada Delgada.

Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.