Medicamentos que podem induzir prolongamento do intervalo QT utilizados por idosos em domicílio

Josiane Macêdo Martins, Tácita Pires Figueiredo, Soraya Coelho Costa, Adriano Max Moreira Reis

Abstract


O intervalo QT (iQT), parâmetro eletrocardiográfico, é um biomarcador não invasivo da repolarização ventricular. O aumento do iQT é uma alteração que pode ser de considerável importância clínica, pois predispõe a torsade de pointes e morte cardíaca súbita. O objetivo do presente trabalho é identificar os medicamentos utilizados em domicílio por idosos, que podem induzir o prolongamento do iQT. Trata-se de um estudo quantitativo descritivo exploratório e retrospectivo, realizado em um hospital público de ensino. Foram incluídos 190 idosos com informação sobre uso domiciliar de medicamentos registrada em prontuário. A mediana da idade foi de 69,5 anos, sendo 99 (52,1%) mulheres. O número de medicamentos utilizados por paciente em domicílio apresentou mediana de 4,0. Foram identificados 159 fármacos, sendo que 23 (14,5%) apresentavam capacidade de induzir prolongamento do iQT. Entre os idosos, 39 (20,5%) usavam estes fármacos, sendo os mais prevalentes a amiodarona, amitriptilina, nortriptilina, citalopram e fluoxetina. A hipertensão arterial foi o fator de risco mais frequente dentre aqueles que predispõem a prolongamento do iQT. As utilizações de medicamentos que induzem prolongamento do iQT e a presença de fatores de risco predisponentes mostram que os idosos estão expostos ao risco de desenvolvimento de torsade de pointes. A identificação dos fármacos que induzem prolongamento do iQT, das interações medicamentosas e das condições clínicas que predispõem a esse prolongamento são importantes para garantia da segurança da farmacoterapia de idosos e para evitar eventos adversos graves.

Palavras-chave: Prolongamento do intervalo QT. Medicamentos. Idosos. Torsades de pointes.

 

ABSTRACT

 

The QT interval (QTi), an electrocardiographic parameter, is a noninvasive biomarker of ventricular repolarization. Increased QTi is a change that may have clinical importance because predisposes to torsade de pointes and sudden cardiac death. The objective of this study was to identify drugs used by elderly at home which may induce QTi prolongation. This is a quantitative, retrospective, descriptive, exploratory study conducted in a teaching hospital. A total of 190 elderly with information on the use of medications at home available in medical records were included in the study. The median age was 69.5 years, and 99 (52.1 %) were female. The median number of medications used per patient at home was 4.0. A variety of 159 drugs were identified including 23(14.5%) that may induce QTi prolongation. Among the 39 elderly (20.5%) using drugs that may induce QTi prolongation, the most frequent were: amiodarone, amitriptyline, nortriptyline, citalopram and fluoxetine. Hypertension was the most frequent risk factor for QTi prolongation. The use of these drugs and the presence of risk factors place the elderly at increased risk for developing torsade de pointes. The identification of drugs that may induce QTi prolongation, drug-drug interactions and clinical conditions that may lead to this adverse effect reinforces the need for actions to ensure the drug safety in the elderly population and to avoid serious adverse events.

Keywords: QT interval prolongation. Drugs. Elderly. Torsades de pointes.


Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.