Efeito da suplementação com boro nos parâmetros de resistência óssea em camundongos diabéticos não obesos (NOD)

R. DESSORDI, A. M. NAVARRO

Abstract


Introdução: O Diabetes Mellitus é uma doença crônica caracterizada por um desarranjo no metabolismo de carboidratos, gorduras, e proteínas. Acredita-se que esta patologia afeta negativamente a atividade dos osteoblastos e pode desempenhar um papel na osteoporose, levando à fragilidade óssea. Objetivo: estudar a influência de uma suplementação aquosa com boro nos parâmetros de resistência óssea em camundongos controles e diabéticos não obesos (NOD), por um período de 30 dias. Métodos: foram avaliadas as possíveis alterações ósseas durante o desenvolvimento das complicações geradas pelo diabetes. Foi realizado ensaio mecânico de flexão em três pontos, em tíbia e fêmur, além da aferição quinzenal de peso e glicemia. O estudo foi constituído por 40 animais divididos em quatro grupos: Grupo CA: animais não diabéticos (n=10) que receberam 0,5 mL/dia de água destilada, Grupo CB: animais não diabéticos que receberam 0,5 mL de solução de boro (n=10), Grupo DA: animais diabéticos que receberam 0,5 mL de água destilada (n=10) e Grupo DB: animais diabéticos que receberão 0,5 mL de solução de boro (n=10). Resultados: fêmures de animais DA apresentaram menor força em comparação com o grupo CA (p=0,0002). A energia de ruptura foi menor para o grupo DA em comparação com o grupo CA (p=0,003) e a rigidez para o mesmo grupo em questão foi menor em comparação com o grupo CB (p=0,001). Não houve diferença significativa para o parâmetro deslocamento da força máxima em nenhum dos grupos analisados (p=0,179). Conclusão: a suplementação com boro foi capaz de atenuar a perda de força óssea em animais diabéticos.
■ Palavras-chave: diabetes, suplementação, boro, minerais.


Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.